OPERAÇÃO

A ANSP é operada em São Paulo, Brasil, pela equipe do NARA (Núcleo de Aplicações em Redes Avançadas), da Faculdade de Medicina da USP, e, em Miami, Estados Unidos da América, pela equipe do CIARA-FIU (Center for Internet Augmented Research and Assessment - Florida International University). Desde 2002, a equipe do NARA dedica-se integral e exclusivamente às atividades de planejamento, projetos, administração e operação da ANSP. Desde 2004, o CIARA dedica-se à operação do ponto de presença da ANSP nos EUA e à execução de vários projetos paralelos, que garantem o acesso da ANSP e demais redes acadêmicas da América Latina e Caribe às principais redes de pesquisa e educação de todo o mundo.

Em função das características da rede, a operação da ANSP, embora complexa, pode ser feita com uma equipe reduzida desde que altamente qualificada e competente. Esse é o modelo em direção ao qual a ANSP vem se dirigindo desde 2004 e que hoje nos permite administrar a rede com uma equipe de apenas nove colaboradores dedicados integralmente ao projeto no NARA, em São Paulo, e outros doze dedicados parcialmente ao projeto no CIARA, em Miami (estes últimos, incluindo alguns estagiários, através do projeto financiado pela NSF), mantendo o mesmo padrão de excelência das mais importantes redes acadêmicas do mundo.

Dadas a arquitetura e a tecnologia escolhidas, a operação da ANSP é feita remotamente, estando todos os equipamentos alocados nos data centers do NAP do Brasil (Barueri - SP) e NAP of the Americas (Miami - Fl) e nos pontos de concentração da Unicamp (Campinas - SP), INPE (São José dos Campos - SP) e USP (São Paulo - SP). As equipes do NARA e do CIARA são responsáveis pelos projetos, monitoramento da rede e tomada de decisões sobre todos os aspectos da operação da ANSP e agora também da rede Kyatera. Os trabalhos de transporte, instalação, conexão e atenção física dos equipamentos nos NAPs de São Paulo e Miami são terceirizados na forma de contratação de serviços de remote hands e smart hands ("mãos remotas" e "mãos especializadas"), diretamente dessas empresas. Nos pontos de concentração na Unicamp, INPE e USP, todos os trabalhos são realizados em colaboração com as respectivas equipes dessas instituições.

Ainda com a finalidade de responder com máxima presteza e eficiência a seus participantes, a ANSP mantém, por meio da contratação de empresas especializadas, um serviço de call center que presta atendimento vinte e quatro horas por dia, sete dias por semana.

FaLang translation system by Faboba