BEM-VINDO A ANSP

 

O Projeto ANSP (an Academic Network at São Paulo), como definido na decisão do Conselho Superior da FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) quando de sua criação, "provê à comunidade de pesquisa do Estado de São Paulo conectividade de redes de computadores no estado da arte".

 

A ANSP desenvolve e mantém infraestrutura e serviços de Internet e comunicação de dados em geral que, em conjunto com o Programa Reserva Técnica ANSP, da FAPESP, oferecem à comunidade de pesquisa e educação do Estado de São Paulo, os meios tecnológicos necessários ao acesso à informação em todo o mundo, ao compartilhamento de conhecimento, ao desenvolvimento de projetos colaborativos e à inovação em larga escala.

 

O projeto ANSP é executado pelo NARA (Núcleo de Aplicações em Redes Avançadas) da Faculdade de Medicina da USP e financiado pela FAPESP, através do Processo no. 2013/11711-5.

 

ABERTA CHAMADA À PARTICIPAÇÃO DA 2013 IEEE SOFTWARE DEFINED NETWORKS FOR FUTURE NETWORKS AND SERVICES (SDN4FNS)

Trento, Itália, 11-13/11/2013

Software Defined Networks - Uma mudança no paradigma dos negócios ou diversão para técnicos?

 

As Redes Definidas por Software (SDN - Software Defined Networks) e a Virtualização das Funções das Redes (NFV - Network Functions Virtualization) estão criando condições para a reinvenção da arquitetura de redes. Isso está acontecendo primeiro nas bordas da rede, para onde a inteligência já começou a migrar e onde a inovação é urgente a fim de superar o engessamento através da flexibilização da infraestrutura de redes e serviços.

É provável que as SDN impactem a evolução futura das redes. A adoção dos princípios das SDN irá permitir economia nos gastos e melhorias na Qualidade de Serviço (QoS - Quality of Service) e ainda criará novas oportunidades de mercado. Será uma questão de acompanhar a linha de pensamento que diz que tecnologia e desenvolvimento de negócios estarão cada vez mais entrelaçados. Uma dada tecnologia será adotada não só considerando suas vantagens e confiabilidade, mas também será julgado ela será capaz de criar o ecossistema desejado. Por outro lado, ecossistemas recém-desenvolvidos procuram por soluções permissivas e tecnologias capazes de torná-los realidade.

Até 13 de agosto de 2013 a conferência procura contribuições originais e não publicadas que elaborem sobre, mas não se limitem a:

  • Telcos e cenários SDN (não vistos somente do ponto de vista do operador de redes, mas também pelo dos fornecedores, OTTs e outros participantes de redes corporativas, assim como pelos consumidores de eletrônicos).
  • Avanços de software e hardware que permitam SDN e NFV.
  • Gestão e orquestração, aspectos regulatórios, modelos de negócios e sustentabilidade técnica e econômica das SDN.

___________________________________________________

Saiba mais: http://sites.ieee.org/sdn4fns/

Share

Informações Adicionais